Siga @ParabolaDoDia

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A alegria, a tristeza, a vaidade e a sabedoria.

 Era uma vez uma ilha onde moravam todos os sentimentos:
   - a alegria ;- a tristeza;- a vaidade;- a sabedoria; e mais todos os outros sentimentos e, por fim, o amor...
    Um dia, os moradores foram avisados que aquela ilha ia afundar. Mas o amor ficou, pois queria ficar mais um pouco com a ilha antes que ela afundasse. Quando, por fim, estava quase afogando, o amor começou a pedir ajuda. Nisso, veio a riqueza, e o amor disse:
    -Riqueza, leve-me com você.
    -Não posso, há muito ouro no meu barco, não há lugar para você.
    Ele pediu ajuda à vaidade, que também vinha passando.
    -Vaidade, por favor, ajude-me.
    -Não posso ajudá-lo, você está todo molhado e poderia estragar o meu barco novo.
    Então, o amor pediu ajuda à tristeza:
    -Tristeza, deixe-me ir com você!
    -Ah, amor! Estou tão triste que prefiro ir sozinha.
    Também passou a alegria, mas ele estava tão alegre que nem ouviu o amor chamar.
    Já desesperado, o amor começou a chorar. Foi quando uma voz o chamou:
    -Venha, amor, eu levo você!
    Era um velhinho, mas o amor ficou tão feliz que esqueceu de perguntar-lhe o nome.
    Chegando do outro lado da margem, ele perguntou à sabedoria:
    -Sabedoria, quem era aquele velhinho que me trouxe aqui?
    A sabedoria respondeu:
    -Era o tempo!
    -O tempo? Mas por que só o tempo me trouxe?
    A sabedoria respondeu:
    -Porque só o tempo é capaz de ajudar e entender um grande amor. Dê tempo ao tempo, pois, no tempo certo, o tempo vai lhe dar tempo, para que lhe dê tempo de pensar e com o tempo aprender. Só o tempo apaga e relembra o que já se passou no tempo. Só o tempo, na sua essência, nas traz a sabedoria de discernir como agir.
   

     Essa parábola me lembrou uma música muito bonita, que é um trecho da novela das 6...Vejam, é uma música muito linda!!!

Um comentário:

  1. Os sentimentos de uma maneira geral se confundem,e as pessoas pensam que a paixão por exemplo é amor.O amor não é sentimento,é atitude.A ilha onde habita tantos sentimentos,os mais diversos é o coração humano.Pobre coração,se se deixa dominar pelos sentimentos...Ao contrário do que diz a parábola,eu acho que o que equilibra tudo não é o tempo,mas a sabedoria que ensina ao tempo!!!!Pois não é a sabedoria que nos faz ver com clareza os demais sentimentos que invadem o coração do homem???Em nome de sentimentos variados,as pessoas esquecem que o verdadeiro amor não é o que procura a si mesmo,mas o que se doa.Que pena que o senhor tempo não traga sempre a sabedoria pra todo mundo,pois tem gente que mesmo envelhecendo ,continua a confundir as coisas,e a agir impulsionado por vaidade e busca de alegria pessoal,e procura de satisfação pessoal.
    Realmente na barquinha que salva o coração humano do naufrágio trazido pelos ventos da modernidade e da 'liberdade",o amor verdadeiro e desinteressado é o maior sinal de maturidade e sabedoria.

    ResponderExcluir

Comenta!;D